Menu

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Amor e ódio: voando pela Etihad para a Malásia

Resolvemos escapar do frio na Europa passando umas semanas no sudeste asiático. A passagem mais em conta que achamos foi a da Etihad: de Frankfurt para Kuala Lumpur por 580 euros (aí dormimos no ponto, demoramos para comprar e fechamos por 680. Paciência).

Ficamos animados, porque a Etihad vive ganhando prêmios de melhor companhia aérea. O voo estava marcado para 11 da manhã; como o continente estava coberto de neve, um monte de viagens foi atrasada ou cancelada. Resultado: decolamos com 7 horas de atraso. Mas nem ligamos, já que pelo menos o avião saiu! Nem esperar 3 horas pela autorização de decolagem sentadinhos no avião nos perturbou, já que a tripulação passava oferecendo suquinho de maçã, biscoitinhos e sorrisos.

O avião era novinho, confortável (dentro dos limites da classe econômica, né) e decorado em tons de bege. Adoramos as/os comissárias/os de bordo, simpáticos e sorridentes; a telinha de entretenimento individual, com montes de filmes e seriados (eu vi 3 filmes inteiros!); e as refeições. Comida de avião costuma ser bem marromeno, mas a da Etihad estava boa de verdade. E tinha menu entregue com antecedência com três opções de prato principal e lista de bebidas (classe executiva feelings. Segundo o Leo, porque eu, pessoa humilde, só tenho experiência com a econômica). Durante a noite, o pessoal ficava passando e oferecendo água, chá, café e chocolate.

Cardápio do jantar da classe econômica

Fizemos escala em Abu Dhabi. Aí a Etihad, a quem estávamos jurando amor verdadeiro, amor eterno, partiu nossos corações. O atraso na decolagem fez com que perdêssemos a conexão, mesmo já tendo chegado ao aeroporto. Em vez de segurar o segundo voo um pouquinho só, a Etihad liberou o avião (a gente acompanhou na telinha de partidas com lágrimas nos olhos) e botou a galera vinda de Frankfurt em uma fila imensa na frente de um balcão, no qual 4 funcionários tentavam resolver a situação usando formulários de papel com carbono (minto: eles também tinham uma impressora matricial). Não deram nenhuma notícia nem explicaram nada - só deixaram a gente de pé, se afligindo, durante mais de uma hora. Nisso era madrugada, a gente tinha saído de casa às 8 da manhã, a sede começou a bater e o cansaço também.

(Nesses momentos eu começo a criar tuítes imaginários para o Classe Média Sofre:
# Férias no sudeste asiático: estão distribuindo garrafas d'água na fila da Etihad. E nem é Evian!
# Férias no sudeste asiático: a alemã que estava na nossa frente na fila se apossou de 2 garrafas e ficamos sem nenhuma. Tá explicado porque a Alemanha causou duas guerras mundiais.
# Férias no sudeste asiático: uma mãe sozinha com duas crianças pequenas passou na minha frente na fila. Quem ela pensa que é?)

No fim das contas e após muitas idas e vindas entre balcões, trocaram nosso segundo voo, de 7 horas, por dois da Quatar Airlines (Abu Dhabi - Doha, Doha - Kuala Kumpur), que totalizavam 8. Junte os tempos de espera e deu 12 horas. A gente sabe que imprevistos e atrasos acontecem - kindle tá aí pra isso mesmo -, mas achamos ruim a falta de informação e a má-vontade do pessoal do solo. Mas não dá para comparar o avião e serviço de bordo da Ethiad com os da Quatar. São infinitamente superiores.

Chegamos em Kuala Lumpur (KL) às 8 e meia da noite. No albergue (o aeroporto fica longe), às 11 e meia. Quer dizer: entre mortos e feridos, salvaram-se todos. Menos o estoque de chocolate que a I. deu para a gente. 

6 comentários:

  1. Gente do céu, que aventura!!!
    Pelo menos estão todos bem, desprezando o cansaço, e vocês ainda têm mais uma historinha pra contar.

    Em pensar que esse foi o único deslocamento de vocês que não pude desejar 'boa viagem'. Agora já sei, além de boa viagem vou desejar também boa sorte! rsrs

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Laís, e amanhã pegamos um trem noturno para irmos para Cingapura. Domingo cedo estaremos por lá.

      Obrigado pelas mensagens de boa viagem e boa sorte.

      Beijos,

      Leo

      Excluir
  2. ainda bem q tinha o chocolates :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A cara triste da Lud era porque tinha acabado os chocolates :D
      Na verdade, ganhamos tanto chocolate da I. que só foi acabar ontem.

      Excluir
  3. Tô lendo com atraso. Eu fui funcionária da Etihad aqui na Inglaterra por 2 meses (não pude ficar por conat da dificuldade de transporte público na minha região). Tava curiosa pra saber se o serviço de bordo é tudo o que eles dizem mesmo. ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Iara, é tudo isso e mais um pouco mesmo. Foi muito bom o atendimento. Mas o melhor era que eles atendiam a gente com um sorriso enorme no rosto. E o sorriso parecia muito verdadeiro.
      Vamos ver como vai ser a volta para a europa. Esperamos que dê tudo certo e a gente pegue as duas pernas com eles.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...