Menu

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Frankfurt: primeiro fim de semana

Frankfurt tem cara de cidade grande. É moderna, tem prédios altos, avenidas largas e um ótimo transporte público. A parte histórica é pequena, mas fofa. E a região beira-rio (o Main) é linda.  

A gente está gostando muito. O único inconveniente é que está fazendo um frio lascado: sempre em torno de zero grau. Estamos saindo de casa (que é quentinha delícia) embrulhados em camadas de roupa, mas ainda não descobrimos a combinação ótima.

Domingo foi melhor do que sábado, porque a Isa emprestou um casaco de neve para a Lud, mas, mesmo assim, quando bate aquele vento gelado... A solução é fugir da rua sempre que dá: andando de transporte público, parando em lojas e visitando toda igreja que aparece pela frente. 

Parada para aquecer em uma igreja
Sábado passeamos a pé adoidado, conhecendo a parte central. Na frente da Bolsa de Valores, a estátua do touro (clássica) e a do urso. O touro representa a alta das ações, porque ataca de baixo para cima (com os chifres); o urso, a baixa, porque ataca de cima pra baixo (com as garras). Geralmente as Bolsas, como a de Nova York, exibem seus touros orgulhosas, mas o urso não é fácil de encontrar.

Descansando no urso
Almoçamos com a Isa em uma burgueria muito boa. De lá fomos a pé até a casa dela. Foram umas 2 horas de caminhada pelo frio cortante, mas valeu a pena. Conversamos muito, conhecemos a cidade e vimos muitos prédios bonitos - e uma modelo tirando fotos em frente da Ópera com uma roupa curtinha. Dava dó só de ver. Não tem dinheiro que pague o frio que ela deve ter sentido. 
Tadinha, estava muito frio

Chegamos em casa e depois de um descanso formos no supermercado fazer compras. A Isa explicou que domingo quase nada abre. Supermercado então, nenhum. E a gente adora um supermercado. Em breve (assim que conseguirmos traduzir o que está no recibo de compras - gente, é osso), colocamos os preços aqui. Uma coisa é certa. Cervejas alemãs maravilhosas custam por aqui 90 centavos de euros. 

Pepperoni com rúcula. 
No segundo dia fomos passear em um bairro fofo e cheio de bares da cidade. A Savassinha daqui, como diz a irmã I. (os belorizontinos vão entender a referência). A área é pequena: não mais do que umas 5 ruas entrelaçadas. Bem pertinho achamos um restaurante em conta, o Pizzaria Milano, onde nos esbaldamos de comer. Foram duas pizzas, um prato de penne à bolonhesa e uma coca. Tudo por 12,70 euros. 

De lá fomos patinar no gelo. O evento merece um post só seu!

Cadeados na ponte sobre o rio Main

À noite, fomos para um pub irlandês no centro da cidade assistir a uma partida de futebol americano  (Falcons x Seahawks). A irmã I. gosta muito do O'Reillys e eu imediatamente o promovi a bar do coração, porque  o bonde próximo da casa dela nos deixa a poucos metros da porta. Dá até pra enxergar lá de dentro o letreiro do ponto que avisa quando chega o próximo bonde, o que significa mínima exposição ao frio congelante!
O bar fica em frente à estação central de trem da cidade. Aproveitamos para passar lá e comprar passagens para uns passeios aqui na região durante a semana. Usamos uma máquina de bilhetes eletrônica que aceita cartão de crédito e letreiros em inglês.

Linda dupla em uma linda cidade.

6 comentários:

  1. Eu gostei muito de Frankfurt. Quando estive aí rolaram umas feirinhas num domingo em vários pontos da cidade. Entrada gratuita e coisinhas pra ver/fazer/comer.

    Se tiverem tempo, não deixem de ir a Neuschwanstein. Fica bem ao sul, quase na Áustria, mas é maravilhoso!

    ResponderExcluir
  2. estou adorando FRANKFOURT ,CONTEM MUITO MAIS .

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Adorei seu post.
    Chego em Frankfurt num domingo de outubro, na verdade no primeiro domingo de outubro!
    Em todo lugar que li até agora, me diz que o domingo é morto em Frankfurt. É isso mesmo?
    O bairro fofo ao que se refere é o Sachsenhausen?
    Vou adorar se você me der alguma pista do que fazer num domingo a tarde em Frankfurt!
    Abraços,

    Vivi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vi, sim, a maioria dos lugares ficam fechados no domingo. Exceção são algumas lojas no centro da cidade e logicamente alguns restaurantes, bares e lanchonetes. Quando mais perto da rua de comércio principal e a praça da prefeitura, mais chance de ter algo aberto.
      O bairro fofo é o Sachsenhausen. É bem pequeno e dá para rapidamente passear por ele. Lá é a região de bares. Se for sua praia, é um ótimo destino para ir a noite.
      Dicas são de andar por esse bairro e pelo centro. Tendo tempo, aproveite para caminhar pela margem do rio, na região onde ficam os inúmeros museus da cidade, que infelizmente são todos apenas em alemão.

      Excluir
    2. Leo, Obrigada! Vamos ficar bem próximos ao rio. Penso em fazer um passeio pelo centro histórico, mesmo com tudo fechado e a noite tentar um bar.
      Na segunda, quero conhecer Heidelberg.
      Obrigada, pelas dicas!
      Abraços,
      Vivi

      Excluir
    3. Vi, Heidelberg é uma excelente ideia. E se poder engessar a viagem, normalmente a compra de passagens de trem com antecedência são bem mais em conta que a compra no dia. Dá para comprar pelo site da www.bahn.de de forma fácil as passagens.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...