Menu

terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Primeiro destino: Lisboa

Estamos em Lisboa! Saímos de BH pontualmente às 00:10 do dia primeiro de janeiro de 2013.

Antes de chegarmos no aeroporto, eu meio que estava pensando: "Que diabos a gente está fazendo? No que a gente estava pensando?". Mas a Lud me acalmou. Ela, por sua vez, só na fila do embarque, já entrando na sanfona, sem nenhuma chave no bolso, com quase tudo que possuímos nas costas ou já despachado em 30 kg de bagagem, é que sentiu a ficha cair.

O voo da TAP foi pontual para sair e para chegar. Foram 8 horas e meia de voo, e o avião estava bem cheio. Mas o A330 era novo e confortável até para mim (embora eu não tenha conseguido dormir nada, mas isso é normal). Tinha telinha individual com várias opções de filmes, seriados, músicas, documentários e jogos.

Logo após a saída, jantar. Nada do tradicional "carne ou pasta?" - foi só carne mesmo. Bem comestível. Tomamos um vinho para ver ele potencializava o efeito sonífero do Dramin, mas só foi suficiente para me deixar grogue. A Lud conseguiu dar um cochilos maiores, mas nenhum de nós dois teve uma boa noite de sono.

O único senão do voo foi que a turbulência. Principalmente depois que começou a travessia do Atlântico. Mas chegamos sãos e salvos e muito animados em Lisboa.

Algumas informações interessantes:

Tirando os potes de vitaminas que irmã D. e o marido trouxeram para a gente, todos os outros remédios estavam em nossas bagagens de mão. Nem na saída do Brasil ou na imigração portuguesa fomos abordados ou questionados. Sem stress.

Outro ponto interessante: passei na imigração europeia junto com a Lud. Foi uma alegria sem limites ver a galera na fila de "demais nacionalidades" e eu fazendo a imigração como marido de portuguesa. Bom demais. Não demorou nem 30 segundos.



Já fora da área de desembarque, compramos um chip pré-pago de uma operadora local (Uzo) para entrar em contato com os proprietários do apartamento e avisá-los que já tínhamos chegado. Botamos no espertofone, seguimos as instruções (tem de digitar uma senha que vem junto com o chip) e pronto. Custou 5 euros, compramos em uma livraria do lado da saída do aeroporto, e segundo a própria propaganda ele dá direito a 15 euros em chamadas.

Dica econômica: na porta do aeroporto de Lisboa passa o Aerobus, que custa 3,50 por pessoa e tem 2 rotas: 1, para o centro histórico, e 2, para o centro financeiro. Quem quiser pegar não tem como errar: são dois pontos de ônibus na frente do aeroporto, e neles está escrito "Aerobus" em letras garrafais.

Ficamos no ponto esperando e nada do ônibus chegar. Quem chegou foram mãe e filho de Santa Catarina. Ficamos batendo papo e acabamos decidindo rachar um táxi  Acabou que valeu a pena: ficou 3 euros mais caro para cada casal (20 euros no total), mas tínhamos um montão de malas. E ainda chegamos bem rápido no centro.

Fomos recebidos pelo Ricardo e João, que nos ajudaram a subir com nossas malas os 85 degraus do prédio. Tirando isso - que pensando bem vai é fazer bem para a saúde - o apartamento não poderia ser melhor. Localização imbatível: bem no centro do Rossio, entre a famosa Rua Augusta e a Rua Áurea, a 100 metros do elevador Santa Justa. Os dois foram muito simpáticos e nos mostraram tudo no apartamento. É gigantesco, ainda mais para quem vivia em 24 metros quadrados, muito bem decorado e com uma varandinha deliciosa. E todo equipado (tem até máquina de lavar roupa).

Nossa ideia para hoje era só descansar e relaxar. Mas chegamos tão animados que já saímos para explorar o centro.

6 comentários:

  1. vcs forma mesmo , começou a aventura :-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fomos mesmo! E está sendo ótimo!
      Beijos

      Excluir
  2. Estou acompanhando a viagem de vocês. Vou curtir cada instante.
    Boa aventura e um maravilhoso 2013 !!!

    Abs.
    Elvira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Elvira! Um 2013 maravilhoso pra você também! E se for visitar sua irmã na Suécia, avisa, hein? De repente estamos por perto!
      Beijos

      Excluir
  3. e eu me vi ,com os olhos presos no cèu acreditando poder ver o avião cortando o ceu de BH .os fogos explodiam e eu continuava là tentando ver alguma coisa ...e voces foram mesmo ,de verdade agora è curtir tudo .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahnnn, Anônimo, que fofo. Obrigada!
      Beijos

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...