Menu

domingo, 20 de janeiro de 2013

Tomando banho como os imperadores romanos: Baden-Baden

Baden-Baden é uma estação de águas termais. O nome da cidade significa "banho-banho". E banho-banho nós tomamos.

Assim como os romanos, que construíram as termas originais. O imperador romano Caracala gostava bem de frequentar a região.

Há duas termas na cidade: a Frierichsbad, no estilo romano, e a Caracalla, mais moderna. A primeira é tão romana que as piscinas e as saunas são território do naturismo, isto é, só pode frequentar sem roupa nenhuma. A Caracalla permite roupas nas piscinas e nas saunas do primeiro andar - o nudismo fica para o centro de saunas do segundo. 

Entrada da Caracalla.



Pausa para explicações: a relação dos europeus com o nudismo é muito diferente da nossa. Eles não estão nem aí. Existe um movimento chamado Frei Körps - Corpo Livre - que foi muito adotado pelos alemães orientais. A ideia era mais ou menos "sociedade repressora, corpo liberado". 

Escolhemos a Caracalla, porque achamos que íamos ficar sem graça no meio do povo sem roupa. E adoramos!

Funciona assim: você leva roupa de banho, toalha, chinelinhos, robe (se quiser) e sabonete. Chegando lá, te dão uma pulseirinha com um chip, que marca o tempo de permanência e tranca o locker. 

Você entra em um vestiário  (unissex) com cabines grandes fechadas. Você se troca, bota a roupa no cabide disponível, e coloca tudo nos lockers que ficam na frente das cabines. Os lockers são estreitos, mas altos: cabe a roupa toda e, como ela está no cabide, não amassa. 

De lá, você sai de roupa de banho. Atenção: o ambiente é aquecido, então não se morre de frio, mesmo fazendo temperaturas negativas lá fora. Dali você parte para a área termal. Há um aviso que pede que você tome uma ducha antes de partir para as águas. Achei ótimo, porque isso significa que todo mundo nada limpinho, né? Os sanitários e duchas são separados por sexo: moças de um lado, moços de outro. 

Piscina interna
Fora da área das duchas, há outros lockers, menores, e um monte de escaninhos pra deixar toalha, câmera, o que você quiser. Não precisa nem dizer que fica tudo lá direitinho - ninguém mexe. 

Aí é correr pro abraço. Tem uma piscina gigante, maravilhosa, de água termal, cheia de jatos, cachoeiras, degraus e espaços para sentar e deitar. São três círculos concêntricos: quanto mais central o círculo, mais quente a água. O espaço é fechado por uma abóboda é uma parede imensa inteirinha de vidro. Lá fora, você vê a neve... e outra parte da piscina, que é externa!

Piscina externa
Você nada pra fora por uma portinha baixa e fica curtindo o frio com o corpo todo dentro da água quente. De novo, algumas áreas são mais aquecidas ainda. E o frio faz uma nuvem de vapor em cima da água, o que deixa tudo misterioso e bacana!

Entrando de novo na parte coberta, há muitas espreguiçadeiras confortáveis para relaxar e duas saunas que você pode frequentar vestido. Tem também sofás redondos gigantes, ótimos para um descanso. Até tiramos um cochilo (cansa muito ficar chapinhando na água quente).

O mais legal da parte coberta é círculo de rocha dividido em dois: de um lado, uma cachoeira e um lago de água a 38 graus centígrados (quentíssima e deliciosa); do outro lado, idem, mas a água é gelada (18 graus)! Em tese, alternar as temperaturas é revigorante. Só alguns doidos encararam - e a gente sempre ouvia um grito quando isso acontecia. 

Vimos várias pessoas subindo a escada para as saunas romanas, e resolvemos ir também. Observamos que o povo subia de biquíni, maiô ou sunga e toalha, então lá nos fomos. Chegando lá em cima, um aviso de que a partir dali a área era para os naturistas e mais um escaninho onde o povo deixava as roupas de banho. Nos enrolamos nas toalhas e nos livramos das nossas.  

Sauna finlandesa
A partir daí, o espaço é divido em diversas áreas. As pessoas não circulam nuas, mas cobertas pelas toalhas. Isso nos encorajou. Seguimos uma moça e descobrimos uma sauna seca finlandesa ("Fire Sauna")  de pinho. Para chegar nelas, era preciso ir passar pelo ar livre (-2, lembram?). Assim, o aviso de 95 graus na porta da sauna não nos assustou. 

Entrando, foi preciso nos desenrolarmos da toalha. Outro aviso pedia que a gente a usasse para se sentar. Mas nem ficamos sem graça. O Leo porque estava sem óculos e, portanto, não conseguia ver muito; eu, porque a sauna é meio escura e bem grande. As luzes são suaves, permitindo que gente enxergue, mas não que fique vendo detalhes dos corpos alheios. Só tinha duas tinha dois moços na sauna; dali a pouco, eles saíram e ficamos com a sauna só pra nós. Mas dali a pouco saímos também - 90 graus não é fácil, não! 

Depois dessa, foi a vez de uma sauna tecnológica, a Spetaculum: toda perfumada de essência de rosas e luzes rosadas no teto. Gostamos mais da tradicional finlandesa - o cheiro de pinho era uma delícia. 

Sauna Spetaculum
Daí voltamos para o primeiro andar, felizes de termos encarado o desafio das saunas romanas (muito mais fácil do que a gente imaginava) e prontos para passar mais um tempão na parte externa.

As piscinas externas, que são duas, têm ofurôs no meio, com água mais quente, um fonte, uma circuito de rio lento (que na verdade é bem rápido), mais uma cachoeira e uma região na qual de repente começam a funcionar jatos de água tão forte que você precisa fazer força para se segurar. Divertidíssimo!

Leo na piscina externa com neve
As fotos, menos a primeira e a última, vieram no site da Caracalla. E essa da Spetaculum é muito mentirosa: o povo toma sauna pelado mesmo!

5 comentários:

  1. Lud e Leo, os posts daqui estão maravilhosos! Só não comento porque depois de tanta coisa, não há o que comentar! Estou sedenta desta viagem de vocês!

    Demais, grande abraço!

    ResponderExcluir
  2. Filho te ver na agua por mais quente que estivesse mas com a neve em volta foi ao mesmo tempo encorajador e assustador ....agua e neve????????????ai...ai...ai...acho que mammy nao teria coragem para tanto BEIJOS E SAUDADES DE VOCES .CONTINUEM APROVEITANDO BASTANTE

    ResponderExcluir
  3. DIVERTIDÍSSIMO!!! Adorei o relato da experiência.

    Bem, eu sou do time do Léo - Sem-óculos-enxergamos-nada Futebol Clube - então acho que também seria bem relax.

    Vi agorinha no facebook que já embarcaram pra Ásia, então, deixo aqui, como sempre, meus votos de boa viagem!

    bjs

    ResponderExcluir
  4. Lud e Leo. Boa tarde. Estou indo para Strasbourg no mês de julho e irei passar um fim de semana em Baden Baden. O problema é que estaremos no verão. Será que vale a pena fazer este banho... ire com minha esposa e meu filho de 4 anos.

    É confiável e seguro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vinícius, super confiável e hiper seguro. Quanto a estes aspectos não precisa se preocupar. Não me lembro de pode crianças nas termas. Quando fomos não tinha nenhuma. Talvez seja melhor confirmar no site da Caracalla.
      As piscinas são muito gostosas. As saunas também. Mas não sei se no verão é tão gostoso. Afinal, do lado de fora já vai estar bem quente. Eu provavelmente pularia.
      Daqui a 4 dias estaremos em Strasbourg e região. Esperamos ter dicas de lá para dar.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...