Menu

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Singapura

Passamos 4 dias inteiros em Singapura. E a cada minuto que passava a gente gostava mais da cidade. 
É um destino incrível para quem quer vir para a Ásia e tem receio. Afinal, não tem nada que cause estranhamento para nós brasileiros. 

Todo mundo fala inglês. Pode falar mais ou menos, mas fala. A sensação de segurança que tivemos ao andar pela cidade altas horas da noite, com poucas pessoas na rua, não se compara a nenhum lugar que já visitamos. A limpeza da cidade é uma coisa incrível. É raro mesmo ver algum papel, guimba de cigarro, sacola ou qualquer coisa no chão que não seja folhas das árvores. E mesmo as folhas, dependendo da hora do dia, você não vai ver. 

Para ter uma sensação de Ásia mais verdadeira, basta visitar os bairros de Chinatown ou Little India. Você vai escutar pessoas falando outras línguas, vai ver muita gente diferente, muita coisa sendo vendida a preços baixos, mas tudo organizado e limpo. 


Dicas para os que pretendem visitar a cidade/país: não é à toa que tudo abre lá pelas 05:00 da manhã e fecha tarde da noite. Tudo são os parques, jardins e áreas públicas da cidade. É que o calor é tão forte que entre 10:00 e 15:00 não dá para turistar - a não ser que você vá para shoppings ou museus. O ideal é  acordar cedo, passear pelas áreas ao livre e depois ou ir para um destino fechado ou voltar para o hotel. Descansa, sai de novo com o sol menos forte e fica fora até tarde.

Singapura é um destino caro se comparado com seus vizinhos. Inicialmente, por virmos de Kuala Lumpur, nos assustamos com os preços. Mas tirando o custo de bebida alcoólica e de hospedagem, dá para turistar bem  e barato em Singapura. Mesmo o custo da hospedagem, se você topar ficar em albergues localizados em Chinatown (que é muito bacana) ou Little India, vai ser bem baixo. Foi o nosso caso. Depois falamos do nosso hostel, o Matchbox.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...