Menu

terça-feira, 9 de julho de 2013

Nantes: mais uma surpresa agradável!

Nantes foi outra cidade que nos surpreendeu muito. Não sabíamos quase nada antes de chegar - e, de início, ela não parecia nada promissora. Dia feio, nublado e com ameaça de chuva (que se concretizou durante os dois dias que passamos por lá).

Nantes é muito bonita. Para variar, está em obras pra todo lado, assim como todas as outras cidades que visitamos na França. Outra coisa que toda cidade francesa tem: carrossel. A gente até brinca que, se não tiver carrossel, não tem status legal de município. 

Falando em carrossel, o de Nantes é turbinado. Tanto que voltamos à infância e embarcamos nele. 

Os estaleiros da região da ilha fluvial foram revitalizados e agora abrigam galerias de arte e locais bacaninhas, como as Machines da Îlle. 

É uma turma de artistas de rua que faz projetos e instalações, muitas vezes gigantes, como um elefante cinco vezes maior que um verdadeiro - e que sai andando pela cidade! - e um carrossel doidão de três andares. Agora fazendo uma árvore de metal gigantesca para colocar no parque da cidade. 

Ver o elefante é legal e de graça: ele fica na praça, solta água pela tromba e faz barulhinho. Também dá pra subir na cacunda dele e fazer um passeio por 8 euros. Aí já achamos meio programa de índio, porque o elefante anda devagaaaaar (tipo 1 km por hora).  No início a cara das vítimas, opa, dos participantes era de alegria. 10 minutos depois, o Dumbo tinha andando 50 metros e o povo estava com ar de tédio. 
Olha o elefantinho!
A gente comprou o ingresso de 8 euros, que permite conhecer de perto o carrossel, brincar uma vez em um dos andares, conhecer um pedaço da fábrica (onde assistimos a um vídeo sobre a construção das obras e ir subir no protótipo da árvore gigante). E olha, se o protótipo é uma versão pequena, mal posso esperar para quando fizerem a árvore no tamanho pretendido. Vai valer a pena voltar a Nantes.

O andar mais de baixo do carrossel
No mais, a cidade foi nosso primeiro contato com o rio Loire. Ainda iremos no vale com os châteaux. E em Nantes já fomos em um: na verdade, um castelo-fortaleza, bem no centro da cidade, do duque da Bretanha.

Falando em duques da Bretanha, a tumba do François II e da esposa ficam na igreja de Nantes - e é uma das mais lindas que já vimos na vida. Foi construído por sua filha, a rainha Anne. Ela foi rainha da França duas vezes. Nada mal, né?

Outra atração legal da cidade é o Jardin des Plantes. Mesmo com o dia chuvoso deu para nos divertirmos. É bonito e muito curioso. É cheio de coisinhas legais, como os cogumelos que imitam as risadas das pessoas, os bancos que mudam de tamanho, o pintinho dorminhoco feito de flores, as peras gigantes, os livros voadores e por aí vai. Sem contar que foi a primeira vez na vida que vimos um faisão. Ele tava lá, na maior alegria, passeando pelo parque. E o parque ainda tinha enormes árvores de magnólia floridas. Também foi uma planta que vimos ao vivo pela primeira vez. 

Para terminar, nosso apartamento era tudo de bom. E Nantes tem uma galeria/passagem das mais bonitas. Também estava em reforma, claro! 

Destino aprovadíssimo.

Andava de verdade e cuspia água. Mas a velocidade... 

Nossa voltinha no carrossel.

A placa pedia cuidado com o elefante.

As instalações gigantes do pessoal que fez o elefante.

A versão pequena dele usada como molde para o gigante.

O protótipo da árvore. Muito legal.

Já é grande e alta. A final vai ser muito maior.

A vista do alto da árvore.

O galpão gigante.

Linda essa passagem. A moça da foto então...

Ângulos escolhidos para não aparecer a reforma.

Nessa apareceu um pedaço da obra

Não é bonitona?

e uma cidade super agradável de caminhar

Belas fontes.

Bonitas igrejas.

Por dentro era legal também. E os vitrais eram bacanas.

Muita rua de pedestre.

Prédios no estilo de Paris.

A igreja onde está a tumba do François II, duque da Bretanha.

Mais prédios típicos franceses.

A linda tumba...

...com a Daenerys Targaryen.

O parque doidão e engraçado...

... com a Lud mudando de tamanho...

... e ficando cada vez maior. 

Ou será que o banco está encolhendo?

A Lud ficou gigante?

...ou encolheu de vez?

Muita água.

Muito verde e um raro momento de céu azul.

Muitas flores e uma estufa.

De novo o lindo céu azul. Que não durou meia hora.

As peras gigantes.

E o pintinho dorminhoco (ele roncava!).

O castelo do duque.

Por dentro da fortificação.

Esse tinha até ponde levadiça sobre fosso cheio de água.

Olha o fosso aí. Devia ser difícil mesmo invadir.

Muito alto.

E com vários prédios dentro.

Na livraria da fortaleza, achamos o livro infantil mais legal até agora. No final, a princesa 
que não gostava de príncipes fica com a fada!

Uns políticos afundados na água do fosso.

Fortaleza com localização e vista privilegiada.

Mais muralhas.

Centro histórico com ruas só de pedestre.

Mais igreja, normal por aqui deve ter umas 5 ou mais em cada cidade.

Pausa para o almoço ao lado da fonte.

4 comentários:

  1. Fofa a cidade - e eu adorei os comentários em cada foto ;D

    ResponderExcluir
  2. Lindona! Preciso voltar com as crianças e ver esses bancos no parque. :-D

    ResponderExcluir
  3. Owwn Nantes foi minha casa por dois anos. Quem conhece se apaixona =) E eu to aqui morrendo de saudades.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...