Menu

sábado, 19 de outubro de 2013

Cães e gatos da Turquia

Quem me conhece sabe que eu não posso ver um cãozinho dando sopa que vou querer brincar com ele. Já gatos, nada contra, mas é que eles raramente querem brincar. 

Na Turquia, o que não faltam nas ruas são cachorros e gatos. E não são animais abandonados e magrelos, não. Todos parecem muito bem cuidados e alimentados. E todos adoram uma atenção. 

Até divindades gostam de carinho. 

Cães é super normal. Basta olhar ou pensar em chamar que eles vem correndo, querendo um agrado. Já os gatos costumam não dar bola pros humanos... a não ser que sejam gatos da Turquia. São os gatos mais mansos e acostumados com pessoas do mundo. Parecem cachorrinhos carentes por atenção. E tem gato para tudo que é lado.

Parece que os turcos gostam bem deles. Vimos muitas vasilhas com água e comida espalhadas pelas ruas das cidades. Acho que é por isso que eles são tão acostumados com pessoas. Meu único arrependimento durante as duas semanas na Turquia foi não ter comprado um pacote de comida de gatos para ficar distribuindo. 

É, vida dura: os gatinhos tiverem que se contentar com meu carinho e com uns pedacinhos dos meus kebabs.

Seguem fotos. Vocês vão ver que eles estão em todos os lugares: nos bancos das praças, dentro das lojas, sentados nas almofadas que estão sendo vendidas, em cima das máquinas de vender passagem, em cima das colunas dos templos romanos, qualquer lugar. Não tem tempo ruim para eles, não. 

Cachorro de boa na rua. 
Esse grupinho seguiu a gente por um tempinho. Depois pararam pra conversar. 
Eles são grandes, mas mansinhos.

Esse ficava no mirante onde fomos ver o por do sol. 
Tomando um solzinho na manhã fria. 
Parado  no meio da rua, na maior tranquilidade. 
Os bancos não são só para os turistas, não...
... gatinho também é gente e merece se instalar. 
É um manequim de gato na vitrine? Não, é um gato de verdade
Na vitrine da loja de instrumentos musicais também tinha um.
E debaixo da mesinha do restaurante, claro. 
Aparelhos de ar condicionado são ótimos degraus na escalada até o telhado. 
Bolinha de pelo sobre as telhas. 
Não era o tram dele ainda #chatiado. 
Tava quentinho em cima da máquina de comprar bilhetes.
Templos greco-romanos precisando de divindades? O gatinho se oferece. 
"Os egípicios é que sabiam das coisas".
Whaaaat?!

4 comentários:

  1. Que gostoso ,delicias ,quero um para mim,ando muito saudosa de bichinhos em casa ,sao so alegria e companheiros adoraveis !!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Tenho uma filosofia: mede-se o nível de subdesenvolvimento do local pela quantidade de cães soltos na rua; nesse caso, cães e gatos. Pelo menos eles estão bem tratados...

    ResponderExcluir
  3. Nossa que legal! Quem dera fosse assim em todos os lugares. Eu sempre pensei assim: se todo mundo alimentasse o animal que está a sua volta nenhum passaria fome...

    ResponderExcluir
  4. Infelizmente o comentário da Regina demonstra total desconhecimento do local. Na Turquia os gatos são considerados animais sagrados porque eram muito amados por Maomé, por isso eles se espalham pelas ruas e são muito bem tratados, todos dão carinho e comida, alimentos de qualidade como boas rações.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...