Menu

terça-feira, 26 de março de 2013

Ônibus de Dublin para Belfast

Sem dúvida uma das mais tranquilas viagens de ônibus que já fiz na vida. 

Compramos as passagens pela internet: 10 euros por pessoa. O site dizia que precisava imprimir  o comprovante mas entramos em contato com a empresa, que liberou mostrar a reserva em formato eletrônico mesmo.
Vista privilegiada 

Balsa de Belfast para Glasgow

Pegar a balsa para ir de Belfast para Glasgow foi uma das mais acertadas decisões de transporte até agora. A gente poderia ir de avião, mas seria mais caro e possivelmente demoraria o mesmo tempo, por causa dos procedimentos de segurança e o deslocamento entre os centros de cidades e aeroportos.

A balsa, na verdade, é um navio gigantesco.



Continue lendo o post logo abaixo:
--------------------------------

O blog mudou: agora as informações e as fotos estão disponíveis, de maneira muito mais organizada e temática, em livros. Já são oito, dois deles gratuitos (Holanda e Nice). Basta clicar na capa do livro para ir para a página de venda ou, no caso dos livros que são de graça, de download.

Outra opção é entrar em contato conosco por meio do e-mail ludleopelomundo@gmail.com. Por ele passaremos a informação de como comprar todos os livros já lançados e - ainda a serem lançados este ano! - por apenas 30 reais. Se a pessoa já comprou algum dos livros, a gente abate do valor de 30 reais o valor já pago.

Divirtam-se! 




















































































O livro 1 tem 50 páginas e relata nossa passagem pela Malásia, Cingapura, Tailândia, Vietnã e Camboja. São mais de 80 fotos, toda a logística de transporte e hospedagem, os custos diários, mais de 40 dicas e link para um mapa na internet com todos os locais pelos que passamos corretamente indicados, com mais detalhes e informações.

O livro 2 tem 112 páginas e conta a viagem pela China, Macau, Hong Kong, Coreia do Sul e Japão. São mais de 200 fotos, toda a logística de transporte e hospedagem, informações de como ir por conta própria até a muralha da China, ao museu com os guerreiros de terracota, à pequena Zhujiajiao (a Veneza da China), uma dica importante para economizar com o trem bala no Japão (que não é o passe da JR), os custos diários e mais de 50 dicas. O livro também traz acesso aos mapas na internet com mais informações e todos os locais que visitamos, e mais alguns que achamos que demos bobeira em perder, corretamente marcados e indicados. 

O livro 3 tem 167 páginas e narra a aventura de 2 semanas em Copenhague e a nossa volta de 8 dias pela fantástica Islândia. São mais de 300 fotos e 50 dicas. Como os demais livros, traz todo os custos da viagem, a logística de transporte e estadias e os tradicionais mapas. E olha que achar no mapa o local certo de algumas das atrações na Islândia não é fácil, não. Com nosso mapa, você não vai ter esse problema. 

O livro 4 tem 232 páginas e é sobre o mês que passamos no verão europeu de 2013 viajando por Polônia, Suécia, Estônia, Finlândia, Noruega, Lituânia e Estônia. De quebra colocamos o relato de nosso retorno à Finlândia no final de 2013 em busca da famosa aurora boreal. Não ficou cronologicamente correto, mas geograficamente está perfeito. São mais de 400 fotos e 20 dicas (menos dicas do que o de costume porque são países mais fáceis de explorar).

O mais bacana são as explicações de como ir por conta própria da cidade de Cracóvia para o campo de concentração de Auschwitz e para a mina de sal de Wieliczka, assim como fazer o passeio conhecido como Norway in a Nutshell, comprando tudo sozinhos em vez de usar um pacote. A economia paga o preço do livro um monte de vezes! 
Além disso, a logística de transportes e estadias, os custos diários e totais e dicas para fotografar a aurora boreal. É que a danada não é fácil, não. Também disponibilizamos links para os mapas dos destinos, com as atrações, estadias, meios de transporte e mais assinalados corretamente e com mais informações. 

O livro 5 tem 259 páginas e é traz as informações e relatos dos 45 dias que passamos no final da primavera e início de verão de 2014 viajando por Bulgária, Romênia, Sérvia, Macedônia, Albânia e Montenegro. São mais de 400 fotos e 60 dicas, principalmente sobre se locomover na região, que sem dúvida é uma das menos fáceis da europa. 

O livro 6 tem 262 páginas e é sobre a primeira metade da aventura pelos Bálcãs, viajando pela Croácia, Bósnia Herzegovina, Eslovênia e depois seguindo para a Áustria e Hungria. São mais de 400 fotos e 30 dicas.

O livro traz a logística da viagem, dicas de como se locomover de uma cidade para outra, além dos custos total da viagem. 

De quebra, em todos os livros, fornecemos links para mapas na internet com todos os locais citados corretamente marcados, facilitando quem queira viajar para esses locais.

O livro 7 traz o nosso mês pela Holanda após a viagem para China e Japão e o livro 8 o mês em Nice, exatamente antes dessa viagem. Esses dois volumes são gratuitos. 

---------------------------
(continuação do post)


 








Primeiro pegamos um ônibus na estação central de ônibus em Belfast que em 15 minutos nos deixou na porta da sala de embarque no porto.

Lá mostramos nossa reserva feita pela internet, recebemos o ticket de embarque, despachamos as malas e fomos aguardar o embarque.E o despachar a bagagem é simplesmente colocar, nós mesmos, as bagagens  numa esteira rolante. Nade de etiquetar ou recibos. Quando chegamos no destino, ao entrar na sala de desembarque, as bagagens já estavam lá, esperando por nós. 

Todas as instalações no porto são de primeira, com lanchonete, banheiros limpos como sempre e pessoal atencioso. Meia hora antes no navio partir fomos chamados para o embarque.

Andamos um bocadinho por umas plataformas fechadas (ainda bem, pois o clima estava como sempre bem frio) e entramos no navio.

São 10 andares com muita coisa para fazer durante as poucas 2 horas e meia de viagem. Passageiros podem frequentar apenas 4 andares. Mas que andares: tem restaurante, lanchonete, loja, deck externo para observação, sala de cinema, lounges chiques e confortáveis, sauna, spa, playground para crianças e até cabine de luxo. Spas, saunas e cabines são pagas à parte.


É tão grande a balsa que tinha vários carros, ônibus e caminhões dentro dela. E para terem ideia do tamanho, olhem a fotos dos caminhões gigantes transportando placas enormes de concreto. Saíram 5 destes de dentro do navio. 


E os preços, mesmo da cabine, sauna, spas, restaurantes e spas não são abusivos não. Comida com preço bem parecido com o de rua em Belfast; a suíte custa 35 libras. Pode parecer alto, ainda mais para apenas 2 horas e meia de viagem, mas se você estiver pregado, é uma boa, porque elas são grandes, bonitas e parecem bem confortáveis (vimos fotos!).

O navio ainda tem internet gratuita, tablets à disposição, cinema gratuito, tvs e videogames. Apesar do tamanho, o mar da Irlanda é bravo e o navio balança bem. O que dificulta jogar Xbox Kinect!


No porto de Cairnryan na Escócia, pegamos a bagagem e embarcamos no ônibus que nos levou por mais umas 2 horas e 15 minutos até Glasgow. Bom que ainda passamos por várias cidades pequenas da costa e do interior do país. Serviu até como um passeio turístico. 

Tudo isso por apenas 30 euros por pessoa. Na época que pesquisamos, a passagem de avião custaria 50 euros por pessoa em low cost, mas sem direito a bagagem. Fizemos nossa reserva pelo site da Citylink.

Ou seja, ótima experiência por ótimo preço.



quinta-feira, 21 de março de 2013

Londres

Estamos encantados e apaixonados com Londres. Lud já esteve aqui, mas há mais de 20 anos. Eu nunca. Um absurdo, né? Não conhecer Londres ainda. Mas ainda bem que foi assim. Se tivesse vindo antes, chance de não querer viajar para mais nenhum lugar, ou sempre incluir Londres no roteiro.

Olha a cor desse céu de Londres.

segunda-feira, 4 de março de 2013