Menu

domingo, 15 de junho de 2014

Zaandam, o NOSSO paraíso de compras na Holanda

Antes que alguém venha falar que não tem como Zaandam ser um paraíso de compras, quero deixar bem claro que foi o Nosso paraíso. É que no primeiro dia em Amsterdam, que na verdade foi o primeiro meio dia, com um jetlag para lá de horrível, a gente consegui dar uma ótima volta pela nosso bairro.

E nessa volta aproveitamos para fazer uma grande compra de supermercado. Mas algumas coisas ficaram para trás porque não achamos. Outras porque a gente não sabia que iria precisar, como uns tupperwares que o apartamento não tinha.

Fora isso, já faz um tempão que estou atrás de um filtro polarizador para nossa câmera. Lógico que achei em vários lugares. Mas o pão duro aqui queria pagar pouco.

Outra coisa que a gente ambicionava eram umas roupas básicas para repor as que já estavam super gastas. Uma calça jeans para a Lud, umas camisas para mim e meias para nos dois.

No segundo dia em Amsterdam, um dia estranhíssimo em termos de tempo, fazia sol, fazia frio, chovia, parava, chovia mais e por aí ia. Para completar a maioria dos museus estavam fechados ou com filas para lá de gigantes como o museu da Anne Frank.

A gente rodou bem pela cidade. Foi ótimo. Até reencenamos fotos que tiramos em 2006 quando fizemos nossa primeira viagem por conta própria, que por sinal tinha sido para a Holanda.

Quando a chuva deu uma nova apertada, resolvemos pegar na estação central de Amsterdam o trem para Zaandam. Rápido e barato. 13 minutos e 2,50 euros por pessoa. E o motivo mesmo da gente ir lá era porque só lá tem loja da Primark por aqui. Além disso, a cidade tem umas casas super interessantes e um hotel que levou o esquema dos prédios ao extremo.

E quando chegamos na cidade, fomos super recompensados. Para começar, adoramos as casas e o hotel. Muito legal. Pena que o tempo não estava ajudando. E isso fica tudo de frente para a estação de trem. Inclusive a Primark. E de cara já achamos nela tudo que a gente queria. 3 camisas para mim, 1 calça para Lud e 7 pares de meia para a Lud e 5 para mim. Custo? 25 euros por tudo isso. Sim, é isso mesmo. A Primark é absurda de barata.

E o que a gente acha em frente da Primark? Uma loja da Saturn. E o que a gente acha lá? O último filtro polarizado do tamanho da nossa câmera. Por metade do preço que vimos por tudo que é canto.

E continuando na rua? Uma lojinha de tudo por 1 euro. Saímos de lá com a posse de 3 tupperwares. E no supermercado em frente? 2 caixas do nosso cereal matinal que não achávamos em nenhum lugar. Resumo da ópera, voltamos para casa carregados e felicíssimos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...