Menu

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Palácio Real de Aranjuez

Outro palácio que visitamos no horário gratuito. Atualmente são todas as quartas e quintas, de 15:00 às 18:00. Mas é sempre bom confirmar no site oficial do palácio.

Fomos de trem suburbano a partir de Madri: é o mesmo que vai ao El Escorial, a partir da estação da Puerta del Sol. A linha C3 faz El Escorial-Madri-Aranjuez, então dessa vez pegamos na outra direção.

A viagem demora menos que uma hora, e custa 8 euros por pessoa a ida e volta. Dá para ir e voltar no mesmo dia tranquilamente.

Chegando a Aranjuez, caminhamos até o palácio. E ele é enorme, bem parecido com o de Madri. Tanto em tamanho como por dentro. Fora que ele tem jardins imensos à sua volta. Só não demos conta de explorar muito os jardins porque mesmo no outono estava um solão danado e quente demais.

O palácio virou a residência campestre dos reis católicos após a reconquista da Espanha. É que ele já existia e pertencia antes à Ordem de Santiago.

A família real normalmente passava toda a primavera por aqui, vindo logo depois da semana santa e ficando até julho. Isso começou na época do Carlos I e só foi terminar quase no final dos 1800 com a rainha Isabel II.

Inicialmente, cada rei construiu ou renovou um pedaço do que já existia, incluindo o desvio do rio para formar canais atrás do palácio e no enorme jardim da sua fachada norte.

Por dentro a visita começou meio decepcionante. Mas era porque até entrar mesmo no palácio passamos por algumas salas vazias. A entrada principal mesmo já é legal: a típica escadaria no meio do prédio com o teto todo decorado.

Das escadarias começa o passeio pelo palácio. E ele tem uma decoração bem moderna, pois a última reforma e decoração é do tempo da rainha Isabel II. Ou seja, já no século XIX.

De novo, uma pena não poder tirar fotos. A sala de baile, a sala do trono e principalmente a sala de fumar são show. A sala de fumar então, é ao estilo mouro, exatamente como Alhambra, em Granada. A diferença é que em Alhambra as decorações perderam a tinta e estão todas brancas; na sala de fumar, é tudo colorido, das paredes ao teto. Parece um caleidoscópio gigante. Ficamos imaginando como seria Alhambra originalmente... Nem o palácio de Topkaki em Istambul vimos uma sala deste estilo tão linda.

A gente acha que ela deve ter sido renovada recentemente. Até porque nem no livro a respeito do palácio à venda na loja do final da visita tem foto dela. Uma pena. E as que achamos na internet não fazem justiça à beleza do lugar.

Dá para ver que o estilo lembra o de Madri.
E a fachada principal é tão grande quanto.
Só as cores que são diferentes. 
A fachada sul dá para esta enorme praça, cercada por um lado por um comprido prédio cheio de pórticos. 
Esta é a fachada sul.
Dá para ver um pouco mais do prédio lateral gigante. 
Olha como ele é comprido. 
Gostamos do palácio. E reparem no céu azul.
Nem uma nuvem. 
Já a fachada norte dá para um gigantesco jardim. 
Dizem que na primavera ele é maravilhoso. 
Esse jardim tem inúmeras fontes. 
E o acesso é gratuito. É independente do Palácio. 
Pena que algumas fontes estavam sem água. 
Mais prédios que cercam a praça do palácio. 
Mais um jardim. Este tem a estátua da rainha Isabel II criança. Tão raro algo assim. 
Detalhe da fachada principal e da entrada do palácio. 
Única foto razoável que achamos da sala de fumar. E mesmo assim está longe de retratar a beleza do local. 

4 comentários:

  1. Vale mais a pena este palácio ou o de Madrid?

    a sala de fumar parace fantástica....

    obrigada
    Sonia Ramos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sonia, o de Madrid é maior e mais rico. Se tiver que escolher apenas um, escolheria ele.

      Excluir
  2. Obrigada Leo!

    um abraço
    Sonia Ramos

    ResponderExcluir
  3. Eu achei esse palácio fantástico e um ótimo bate-volta! Fui faz um tempão, na época de máquina com filme ainda hehehe vou add esse post de vcs lá no meu! http://taindopraonde.blogspot.com.br/2014/01/aranjuez-um-bate-volta-partir-de-madri.html

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...