Menu

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Pamplona

De todas as cidades espanholas que conhecemos até agora, Pamplona foi a que achamos menos especial e menos gostamos. Não que a cidade não mereça ser conhecida. É que, comparada com as demais pelas quais passamos, ela perde fácil em termos de atrações e beleza.

Lógico que visitar a cidade durante as festividades de San Fermín deve ser uma loucura. Sem falar que da diversão de ver os touros correndo pelas ruas do centro até a Plaza de Toros da cidade.

A atração de que mais gostamos da cidade...


Como estivemos por em outra época, não achamos Pamplona nada especial. A cidade antiga fica no topo de um platô, e dá para caminhar no alto das antigas muralhas da cidade. A boa notícia para aqueles que perdem o fôlego só de olhar para dezenas de degraus (como a Lud) é há um elevador que conecta a parte alta à parte baixa da cidade, e ele é gratuito.

O centro histórico é pequeno. Gostoso de passear mas nada que nos chamasse a atenção. Para ser sincero, o que achamos mais legal na cidade foi uma estátua muito bacana da corrida de touros.

Resumindo, na nossa opinião a capital da região de Navarra é um destino para se conhecer durante as festividades de San Fermín ou para ficar menos dias, não 3 como nós. Daria tranquilamente para ter chegado (como chegamos) no início da tarde, passado o resto do dia, a manhã do dia seguinte e seguido viagem. Pode ser que as chuvas e o tempo ruim não tenham nos deixado explorar mais a cidade - mas sei não, acho que não foi o caso.

Chegamos já com o tempo nublado. 
Uma bela estátua. 
A sede do governo de Navarra.
Que tem um jardim legal. 
... a super estátua da corrida dos touros. 
Tiramos fotos de tudo que é ângulo. 
Alguns ficaram bem legais. 
O conjunto de estátuas é sensacional.
Deve ser assim mesmo no dia da corrida, né?
Lá vem o touro!
Eles correm até a Plaza de Toros da cidade.
Que visitamos por dentro: estava aberta por causa da feira de natal que realizaram lá. 
Ruas do centro. Aqui é que os touros passam. 
A catedral da cidade. Essa não conhecemos por dentro. Ficamos indignados de ter que pagar e não poder tirar fotos. 

Prédios super coloridos. 
O prédio da prefeitura é o mais bonito da cidade. E bem diferente do estilo tradicional da Espanha.
Está mais para um prédio austríaco do que espanhol. 
Uma das praças do centro antigo.
E mais das ruas do Casco Viejo. Imaginem a corrida dos touros por aqui. 
A parte baixa da cidade, moderna, vista das muralhas. 
Um pedaço do rio que passa bem ao lado da parte de baixo das muralhas. 
E a cidade antiga no alto do morro. 
A praça principal.
O prédio da direita é onde fica o Café Iruña, frequentado por Hemingway.
Nosso apartamento ficava no prédio da esquina esquerda, na parte de trás. 
Gostamos do colorido dos prédios do centro antigo. 
Um simpático restaurante que fica ao lado das muralhas.
Aqui tem um mirador. Pena que a vista não é nada demais. 

Maquete da cidade dentro do arquivo de Navarra. 
Mais do centrinho. 
Luzes de Natal!





Minha foto preferida é essa, do amanhecer do dia que fomos embora. Reparem a lua brilhando no céu. 
Oito e meia da manhã: sensação térmica de 2 graus negativo. Fresquinho! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...