Menu

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Córdoba

De Granada, nosso próximo destino era Sevilha. Resolvermos parar no caminho,  em Córdoba, para passar o dia. 

Era domingo. Saímos por volta das 9:00 de Granada e duas horas depois chegamos a Córdoba. Na estação de trem não há onde deixar as bagagens, mas na estação de ônibus, do outro lado da rua, sim.

Como era domingo, não tinha ninguém trabalhando no local. Mas isso não foi problema: dá para comprar a ficha que permite fechar o maleiro em uma máquina automática.

Os maleiros não são dos maiores. Confesso que aquelas malas gigantes que muitas vezes vimos com outros turistas não caberiam ali. As de nós quatro couberam, mas precisamos usar uma repartição para cada mala. O custo é de 4 euros por 24 horas, mas se a porta for aberta no meio desse tempo, é necessário outra ficha para fechar novamente.

Ficamos na cidade até o horário do nosso trem para Sevilha, que saiu às 18:15. Deu tempo de sobra para fazer o que queríamos: visitar a mesquita/catedral. De novo, como era domingo, ela ficava fechada de 11:30 às 15:30.

Solução? Passear com calma pela cidade, rever o hotel em que ficamos com os pais da Lud em 2007, perambular pela região da mesquita, tirar fotos da ponte romana e do rio e o melhor, almoçar com muita calma e muito bem no ótimo restaurante La Flamenka.

Ele fica praticamente grudado na mesquita. A comida é muito boa. O atendimento e ambiente, excelentes. Recomendamos, mesmo os preços sendo mais altos do que estamos acostumados a pagar. A refeição à la carte para cada dupla, com direito a um suco e uma taça de vinho, mais a sobremesa e a gorjeta (generosa, porque o garçom era muito simpático e atencioso) saiu por 27,50 euros.

E falando em sobremesa... não deixe de pedir o Goloso de Chocolate: uma combinação perfeita de creme de nata, brownie de chocolate, doce de leite e nozes (macias - a Lud achou incrível). Citando o cunhado da Lud, um dos maiores experts em boa comida e bebida que conhecemos, a sobremesa é "imperdíiiiiivel!".

Nosso garçom ainda nos serviu, por conta da casa, um ótimo xerez de sobremesa. Gostamos tanto que compramos uma garrafa em Sevilha para nossa ceia de natal. Foi a primeira vez que tomamos um xerez (ou jerez). Achamos mais gostoso do que vinho do Porto.

Depois do super almoço, fomos para a mesquita. Mais um local a que retornamos depois de mais de 7 anos e que nos surpreendeu positivamente. Achamos a mesquita mais linda, mais arrumada, mais reformada e mais bem cuidada. Fora que ainda teve bônus: o pátio das laranjeiras cheio de laranjas.

Foi um excelente passeio. Mesmo pagando os maleiros para as malas, achamos que ficou mais em conta do que ir direto para Sevilha e depois fazer o bate e volta a partir de lá. E apesar de gostar e recomendar Córdoba, não acho que seja uma cidade que necessita de muito tempo.

Lógico que sempre dá para achar o que fazer. Mas acho que um dia é suficiente para conhecer o principal, ou seja, a mesquita. E o Goloso de Chocolate!

Começando com o Goloso de Chocolate. Pena que a foto não faz jus à delícia que ele é.
O único problema da sobremesa foi ter que dividir. Só eu e a Rosana que pedimos.
Mas nossos parceiros  não se fizeram de rogados e entraram na comilança. 




















































Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...