Menu

quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Croácia: custos e impressões

Quanto tempo ficamos: 16 noites. 3 em Dubrovnik, 4 em Split, 2 em Zadar e 7 em Zagreb
Média hospedagem:  26,22 euros por pessoa/dia
Média alimentação:  4,98 euros por pessoa/dia
Média atrações:  3,07 euros por pessoa/dia
Média transporte urbano:  0,12 euros por pessoa/dia

De onde e como viemos: Viemos de Kotor, em Montenegro  para Dubrovnik.

Ônibus bom com belíssimas paisagens. Estrada estreita, com muita curva mas com muito boa. Vai beirando o lago por quase todo o trajeto. Já na parte da Croácia passa uma boa parte à beira mar, com vistas tão belas quanto. Foram 3 horas de viagem.

Também chegamos de ônibus vindo de Sarajevo na Bósnia indo para Split.

Duração: 2 horas até Shkoder na fronteira e depois mais 1 hora e 30 minutos.

Procedimento de fronteira:  Motorista pegou os passaportes e resolveu tudo. Não foi necessário visto para entrar em Montenegro. Fila bem grande. Demorou 20 minutos porque transporte públicos têm preferência em relação à carros.

Hospedagem Dubrovnik: Apartamento airbnb. 59 euros por dia.

Hospedagem Split: Apartamento airbnb. 57 euros por dia.

Hospedagem Zadar: Apartamento airbnb. 44,50 euros por dia.

Hospedagem Zagreb: Apartamento airbnb. 49 euros por dia.

Todas as informações das estadias aqui.

Para onde e como fomos: Primeiro para Mostar na Bósnia-Herzegovia. Depois saímos definitivamente do país indo de Zagreb para Ljubljana na Eslovênia.


Saímos às 12:35 e chegamos às 15:10: apenas 5 minutos de atraso. Trem bem vazio.

Procedimento de fronteira: Controle de passaporte demorado e uma super revista no trem pela polícia da Eslovênia. Mas fora o tempo, nada demais a relatar. Lud com o passaporte Português nem é incomodada. Eu, com o meu brasileiro, dá para ver que os fiscais pelo menos olham a foto e olham para mim. 

Língua e comunicação: Mais uma língua em teoria diferente, o croata. Mas no fundo, falar bom dia, boa tarde, obrigado e tchau por essas bandas é sempre igual. Inglês é bem falado e compreendido. Não tivemos o menor contra tempo para comunicarmos.

Custo total: 43,83 euros por pessoa/dia. Aqui na Croácia as estadias começaram a pesar mais no bolso. O mesmo para os deslocamentos. Para chegar em Dubrovnik de Kotor, ir de Dubrovnik para Mostar, depois Sarajevo para Split, Split para Trogir ida e Volta, Split para Zadar, Zadar para Zagreb, ida e volta à Plitvice e depois o trem de Zagreb para Ljubljana custaram para cada um 120 euros.

Transportes: O preço subiu e a qualidade também. Ônibus bons e até alguns excelentes. O trem para Ljubljana já foi mais perto dos padrões da Europa ocidental. Os poucos ônibus urbanos que pegamos foram tranquilos. Não usamos táxi.

Nota para o país: 9/10

Índice LudLeo de facilidade de viajar por conta própria: 9/10

Voltaríamos? Claro. Croácia é um super destino. Muito preparado para o turismo, muitas atrações, ótimo clima, ótimas paisagens, várias atrações. Gostaria de experimentar os lagos de Plitvice em outra época do ano, talvez vê-los congelados no inverno.

Recomendado para: Quem quiser visitar um super destino europeu, já totalmente mapeado e fácil de viajar, com boa estrutura turística mas com um pouco de estranhamento ainda. Lógico que isso trás junto preços mais europeus também. Não tem ainda os custos de uma Itália ou Inglaterra. Mas é bem mais caro que muitos países europeus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...