Menu

quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Sérvia: custos e impressões

Quanto tempo ficamos: 6 noites. 4 em Belgrado e 2 em Nis.
Média hospedagem: 17,62 euros por pessoa/dia
Média alimentação: 6,25 euros por pessoa/dia
Média atrações: 0,22 euros por pessoa/dia
Média transporte urbano: 0! euros por pessoa/dia

De onde e como viemos: Timissoara na Romênia para Belgrado, a capital da Sérvia.

Contratamos o serviço da empresa Geatours que faz todos os dias o transfer de uma cidade para a outra. Custa 20 euros por pessoa.

A viagem foi muito boa. Cabiam 8 pessoas além do motorista, e éramos só 4.A van era bem espaçosa. Estrada bem estreita mas tranquila, em ambos os países. A van nos pegou na porta de nosso hotel em Timissoara e nos deixou na porta do apartamento que alugamos em Belgrado. 

Duração: 2 horas e 40 minutos

Procedimento de fronteira: Totalmente sem incidentes. Para primeiro na fronteira da Romênia, o motorista pega o passaporte de todos e entrega para a fiscal que estava lá. Ela olha, fala o nome das pessoas só para ver se bate com as fotos e logo depois devolve tudo. Aí a van anda uns 100 metros e repete o procedimento na fronteira da Sérvia. Tanto eu quanto a Lud entramos sem problema e sem necessidade de visto, em com meu passaporte brasileiro e ela com o português. 

Hospedagem Belgrado: Apartamento alugado no site airbnb. 39 euros por noite.

Hospedagem Nis: Apartamento alugado no site airbnb. 28 euros por noite.

Para onde e como fomos: Saímos de Nis e fomos para Skopje, a capital da Macedônia.

Fomos de ônibus com a passagem custando 12,50 euros por pessoa. A empresa que usamos chama-se Nis Express. Compramos no dia anterior, mas daria para comprar na hora mesmo, pois tinha vários lugares vagos, pois ainda não estávamos na alta temporada.

O ônibus demoraria quatro horas no total para fazer o pouco mais de 200 km, mas demorou cinco.


A viagem de ônibus foi muito boa. Como ele saiu com apenas 60% de passageiros, deu para cada um de nós ocupar dois lugares. Com isso o conforto mais que duplicou.


A viagem foi super tranquila e com belas paisagens. O sudeste da Sérvia é bem bonito. Vales com campos verdes entre montanhas altas.


Procedimento de fronteira: Dois momentos. Primeiro entra um funcionário da aduana sérvia e recolhe os passaportes pessoalmente de cada um dos passageiros. Depois ele devolve para o funcionário do ônibus (são dois motoristas no ônibus se revezando), que entrega para os passageiros.

Aí o ônibus anda 50 metros e repete tudo de novo, agora com um funcionário da Macedônia. E antes que alguém pergunte porque o funcionário do ônibus não entrega direto ele para o fiscal da alfândega, é porque ele pega de cada um e confere a foto.

O processo todo demorou uma hora porque tinha fila e estavam revistando os veículos e bagageiros.

Língua e comunicação: Achamos para lá de interessante. A língua oficial é o sérvio e o alfabeto é o cirílico. Só que tem muita coisa escrita em alfabeto latino. Tem até um jornal impresso que sai um dia em cirílico, outro em latim. Com isso fica mais fácil ler algumas coisas, já que não é necessário traduzir o alfabeto. Então para achar nome de atrações e ruas é bem mais fácil.

Muita gente fala inglês. Não tivemos o menor problema para ir à supermercados, comprar passagens de trem na estação, comer em restaurantes.

Custo total: 33,24 euros por pessoa/dia. Foi muito em conta. E olha que tivemos alguns gastos extras que apesar de computados para a Sérvia foram usados em toda a viagem como a compra de protetor solar e recarga do chip de celular internacional.

Transportes: Dois momentos bem distintos. O trem que usamos para ir e voltar à Novi Sad de Belgrado foi ótimo, rápido e para lá de pontual. Já o que usamos para ir de Belgrado para Nis foi normal, nada demais. Porém hiper atrasado, hiper lento e com muitas pessoas fumando dentro de trem. Foi muito, muito ruim. Devíamos ter ido de ônibus como sugeriu o dono do apartamento de Belgrado. É que depois do trem para Novi Sad, achamos que se fosse no mesmo nível seria perfeito. Erro nosso. No mais não usamos transporte dentro das cidades. Mesmo para ir para às estações de trem do e para o apartamento, e para a estação de ônibus de Nis fomos de carona com os proprietários dos lugares que alugamos.

Belgrado, bate e volta em Novi Sad e Nis. O roteiro pela Sérvia.

Nota para o país: 7/10

Índice LudLeo de facilidade de viajar por conta própria: 8/10

Voltaríamos? Acho que não. Já vi o que queria, pelo menos em relação ao que sei. Pode ser que pesquisando mais descubra algum lugar fantástico que não tenha conhecido.

Impressões: O forte da Sérvia para nós foi o povo. Super simpático e prestativo. Com o decorrer da viagem, aprendemos que é o forte de toda a população da ex-Iugoslávia. Em Belgrado a dona do apartamento fez um prato típico para no receber. Ainda brindaram nossa chegada com uma rakia. O marido, saiu para caminhar com a gente e mostrar a região do apartamento. Ficamos quase 2 horas na rua. Foi praticamente um free walking tours. Para completar, no dia de ir embora ele nos levou até a estação de trem no carro dele.

Em Nis foi a mesma coisa. O dono do apartamento nos pegou na estação de trem, deu uma super volta pela cidade no carro dele contando as histórias e mostrando os lugares. No dia de ir embora foi nos buscar, nos levou na estação de ônibus, ajudou a embarcarmos e tudo mais.

Em termos de cidades, Nis não tem praticamente nada para fazer. Mas foi uma boa parada para quebrar o que seria uma longa viagem até a Macedônia. Belgrado vale e muita a visita. Gostamos bem. E Novi Sad foi um achado. Excelente passeio de ida e volta. A cidade é bem fofa. Daria até para passar alguns dias por lá.

Em relação aos custos foi mais um país muito em conta. Estadias bem baratas, comidas na rua muito em conta mas em bons restaurantes com valores mais elevados. Aproveitando, os fãs de bares vão curtir e muito a Sérvia. Belgrado pareceu para nós a capital mundial dos bares. Final de tarde as ruas lotam, os bares e cafés lotam e os pipoqueiros fazem a festa. Sim, eles adoram comer uma pipoca por lá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...