Menu

quinta-feira, 24 de março de 2016

Haarlem

Se você só tiver tempo para visitar uma cidade além de Amsterdã, Haarlem é uma excelente pedida. Para começar ela é grudada. Mal dá 15 minutos de trem de estação central à estação central. Fácil demais.

Haarlem é a antiga capital da região norte da Holanda. Ela era o "point" na Holanda durante a período da loucura por tulipas. Era o maior centro de comercialização da flor na Holanda e, consequentemente, no mundo.

Haarlem.
A cidade é uma delícia para explorar a pé. É uma pequena Amsterdã, tão ou mais charmosa quanto, bem mais tranquila, vazia e cheia de cervejarias. Entre seus cartões postais, a praça central com a enorme catedral, a antiga porta da cidade e um moinho hiper fotogênico. Até a estação de trem é bem bonita e considerada um ponto histórico que deve ser visitado.

Agora, o que nos cativou mesmo foram os museus. Como tem museu na cidade. E dois são muitos, mas muito bons.

O primeiro que visitamos foi o Museu Frans Hals. Lá fomos apresentados a este fantástico pintor belga que se mudou para Haarlem após a queda Antuérpia para os espanhóis. Ele é muitíssimo bom de serviço. Tão bom que foi um dos primeiros a desenvolver a técnica de retrato holandesa, famosa no mundo todo, pintando grandes quadros que retratatavam as guardas civis das cidades. Isso te lembra alguém? Não bastasse inspirar Rembrandt, Hals também foi considerado um predecessor pelos impressionistas.

Em seguida, visitamos o fantástico Teylermuseum, o museu mais antigo da Holanda. Ele foi tão famoso e importante que até quadro dele existe. E é um museu bacana porque tem de tudo um pouco: moedas e medalhas antigas, quadros, fósseis, instrumentos científicos, pedras preciosas ou não (como o topo do monte Montblanc) e muito mais. O prédio mesmo já merece uma visita, principalmente o hall de entrada e a sala oval.

Mais informações de ambos os museus em seus sites oficiais.É sempre checar os horários de funcionamento e valores do ingresso. E como em toda Holanda, o museumkaart é aceito. Fizemos o nosso lá no Frans Hals.

Site oficial do Tylermuseum

Site oficial do Frans Hals Museum.

Muitas ruas gostosas de caminhar, sem trânsito ou com quase nenhum.

A enorme catedral.

Com belos e típicos prédios holandeses em sua volta.

Na praça principal tinha um parque.

Ruas só para pedestres, e ciclistas!

Lugar ótimo para passear.

Era época de páscoa. Muitas lojas vendendo doces e chocolates especiais.

Não resistimos e experimentos um Hazelnito (sim, o doce tinha nome).
Estava tão bom que lembramos até hoje (do gosto e do nome).  

Como toda boa cidade holandesa, Leiden tem canais. 

Que são sempre uma atração por si só. 

Deu uma vontade demorar por ali...

Um canal, a catedral ao fundo e a região do Tylersmuseum.

Detalhe do prédio onde fica o museu Frans Hals.

Que além de pinturas, tem as famosas casas de bonecas.

E essa reprodução do ambiente de um quadro? Legal demais.

Esse jardim fica no meio do museu. Parece que muitas casas da cidade são assim,
com belo jardins privados ou compartilhados. 

Não é uma cidade apaixonante?


Muito holandesa. 

O Teylers.

Sua bela cúpula.

Uma seção de fósseis.

Outra com instrumentos científicos da época.

A linda e famosa sala oval.

Uma ala de quadros. Reparem como é um museu agradável. E vazio. Ótimo para curtir no seu ritmo. 


Antiga porta de entrada da cidade.


A região do moinho.

Bem fotogênico. E é aberto à visitação.

Mais canais.

Antiga e histórica estação de trens de Haarlem.


No Frans Hals dá para brincar de fazer parte de um famoso quadro.

Fósseis no Teylers.


A pontinha do Montblanc foi cortada e trazida para cá.
Reparem que o quadro é falso. É uma cópia impressa. Perfeita né? O quadro original estava emprestado. 

A sala oval em uma pintura.


Um comentário:

  1. Agora é oficial - vou ter que voltar à Holanda!
    As fotos estão lindas...
    Beijo!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...