Menu

sábado, 17 de março de 2018

De volta à terrinha!

Três anos atrás, em março de 2015, estávamos voltando do sabático para o Brasil. Não imaginávamos que demoraria tanto tempo para botarmos o pé na estrada de novo!

O importante é que o dia chegou. Pegamos o voo noturno de Brasília pra Lisboa e saímos do aeroporto às 7 da manhã. Chovia, fazia frio, e estávamos animadíssimos. Viemos preparados: sapatos à prova d'água, agasalhos, guarda-chuva. Embarcamos no metrô e fomos até o Parque das Nações, aquela região renovada da cidade onde fica o Oceanário de Lisboa e a Gare do Oriente, projetada pelo Santiago Calatrava, o arquiteto do Museu do Amanhã no Rio. 

 




Achamos muito bom estar de volta. Curtimos a temperatura em torno dos 10º C, o vento fresquinho e as árvores sem folhas. Mas cometemos um erro de principiantes: o apartamento que alugamos só deixava a gente entrar às 15h, o que significa que ficamos desabrigados da manhãzinha até o meio da tarde. O que não seria problema se não tivéssemos dormido muito pouco no voo e, consequentemente, bem cansadinhos. 

Pelo menos tivemos a esperteza de deixar nossas duas malas no guarda-volumes do aeroporto (3,30 euros por mala de menos de 10 kg por 24 horas) e sair com uma troca de roupa nas mochilas (já que embarcamos para Barcelona na segunda-feira). 

Também compramos um cartão de telemóvel (chip de celular) no aeroporto mesmo, na loja da Vodafone que fica na área de embarque (a que fica no desembarque está sempre lotada). 3GB de internet, 500 minutos de ligações, válidos por um mês, por 10 euros. A vendedora até instalou pra gente.  

Agora estamos em casa, depois de ter garantido o queijo e o vinho da noite. Tim-tim!

3 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...